Anúncios

segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

É isso o que eu vejo e o que ouço, mas o que eu sinto?



São aproximadamente uma da manhã, estou na varanda. Essa é a minha visão. Além dos sons das ruas na madrugada eu estou ouvindo Stairway to Heaven do LZ.
Meus pensamentos não param de me confundir. Tudo parece tão fácil e tão claro, mas não é bem assim.
Tudo que eu deixei para trás representam as consequências de minhas escolhas. Esse aqui sou o eu que escolhi ser até agora. De todos os lugares que já morei, de todos  que já conheci, me envolvi, briguei, gostei. me afastei. Não sobrou nada, ou quase nada. Alguns laços confusos ainda permanecem. Alguns laços intensos não se desfizeram. Do meu caro amigo Clauker, de Minas, que desde 2005 não o vejo, é um exemplo de laços mantidos.

De tantos outros por ai, que fizeram parte da minha história e agora não sei aonde estão.

Engraçado, ou não. que de tudo eu só sinto falta da minha mãe. Já fiquei longos períodos sem vê-la mas parece que agora é mais intenso, é diferente.  A única que gostaria que estivesse aqui comigo agora é ela.
Nem pareço aquele cara, as vezes temido( por incrível que pareça) em alguns lugares, e amado em alguns outros. Nem pareço aquele cara, o outro cara lá do RJ, que resolvia tudo do seu jeito. Agora estou aqui, fortalecido ainda mais, endurecido ainda mais, porém sinto falta de uma unica pessoa.

Todo dia construímos castelos de areia, que uma hora ou outra irão desmoronar. São relações de amizade que acabam sem muita explicação, relacionamentos, idéias e desejos, tudo se vai.

Nenhum comentário: